fbpx

A mídia que cabe no seu bolso.

O que você procura?

encontre cidades

Vai viajar e tem um pet em casa?

hoteis para cachorros
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Vai viajar e tem um pet em casa?
Começa aqui um momento de decisões.
Como todos sabemos, os pets já fazem parte de nossas famílias, como membros ativos e não são mais os guardiões dos quintais.
Ganharam nossos corações e nossas vidas.
Viajar com eles pode ter suas dificuldades.
Faz pouco tempo, um casal brasileiro teve vários problemas ao tentar embarcar com um coelho com destino à Europa. Teve até briga e intervenção da justiça para garantir ao coelhinho o direito de embarque.
Em dezembro tivemos a cachorra Pandora, que em uma conexão em Cumbica, rumo ao Rio Grande do Sul, acabou desaparecendo e seus tutores estão realizando buscas em Guarulhos até a presente data.
O fato é que viajar e levar o pet pode ser complicado e perigoso, pois as empresas aéreas ainda não estão preparadas para um transporte seguro. Se você for de carro, os postos, em sua maioria não têm um atendimento pet friendly, e de ônibus, não temos informação se é possível transportar um pet.
As opções mais seguras, são ainda os hoteizinhos para pet, ou é claro a casa das vovós.
Os hoteizinhos costumam ser um boa opção, pois contam com atendimento veterinário, espaço para seu pet passear e muita atenção profissional.
Caso sua cidade não conte com essa opção, contratar alguém ou pedir a ajuda de um parente ou vizinho pode ser a melhor opção se o seu pet for grande ou independente. A pessoa vai fazer companhia ao seu pet uma vez ao dia, alimentando-o, trocando sua água e recolhendo as fezes e a urina.
Caso ele seja muito apegado a você e dependente, o ideal é ficar na casa de alguém que ele tenha afinidade.
Deixe sempre o contato do veterinário, a carteira de vacinação e a ração que ele está habituado.
Aqui temos um item muito importante, a ração que ele está habituado não deve ser trocada em período de viagens, pois isso requer empenho de todos e adaptação do pet, que pode ser mais difícil fora de casa ou longe do seu tutor.
E se o pet for com você, a recomendação é não alimentar o pet no dia da viagem, e dar pouca água, para que ele não sofra com enjoos, vômitos.
Lembre de levá-lo em sua caixa de transporte apropriada e nunca solto no veículo. Coloque no fundo da caixa de transporte um tapete higiênico, caso ele faça suas necessidades fisiológicas.
Lembre-se de estar com a vacinação em dia!
E um bom aliado são os probióticos para pets, converse com seu veterinário sobre esse assunto e evite diarréias.
O mais importante nisso tudo, se o pet for com você é a verificação se a sua hospedagem trabalha com o sistema pet friendly. Caso vá para a casa de um parente ou amigo, se o mesmo tem afinidade com pets,
São muitos detalhes, não é mesmo?
Mas tudo isso compensa!
Esses pequenos nos dão muito amor incondicional e isso não tem preço.
Cuide deles e de sua viagem com muito carinho!
Andréa Esteves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.